De 05 Maio 2020

A importância da Vitamina D

Funções da Vitamina D

A vitamina D (colecalciferol) é um pró-hormônio biologicamente inativo que, para se tornar ativo, deve passar por dois processos: primeiro no fígado formando a 25-hidroxivitamina D (calcidiol); depois nos rins formando a 1,25 dihidroxivitamina D (calcitriol) que é a forma ativa.


Funções da vitamina D:

Equilíbrio dos valores do cálcio: quando o cálcio diminui na corrente sanguínea, a vitamina D entra em ação de 3 formas.
1) Aumenta a absorção intestinal de cálcio.
2) Mobilização de cálcio a partir do osso.
3) Aumenta reabsorção renal de cálcio.

Metabolismo ósseo.

Estimula a síntese da queratina, fortalecendo cabelos e unhas e auxilia no tratamento da psoríase.

É um potente modulador do sistema imune.

Age reduzindo a proliferação celular que pode levar à formação de tumores.

Aumenta força muscular e equilíbrio.

Participa do controle da função cardíaca e da pressão arterial.

Estudos demonstraram que a vitamina D apresenta ações estimulatórias do fator de crescimento neural e
moduladoras do desenvolvimento cerebral.

Regula lipólise diminuindo a massa gorda.


Quem pode apresentar hipovitaminose D? Idosos, mulheres na menopausa, gestantes e lactentes, obesos, pessoas com síndrome de má-absorção ( bariátricos, inflamações intestinais, ...), pessoas com insuficiência renal, usuários crônicos de anticonvulsivantes, glicocorticoides, antirretrovirais, orlistat, entre outros e pessoas que não tomam sol devido às condições climáticas do local onde moram ou devido à vestimenta.


Para saber o nível da vitamina D do indivíduo, o mais comum é dosar a 25 hidroxivitamina D, cujos valores devem estar entre 30-100 ng/mL. Dosagens abaixo de 20ng/mL indicam deficiência, de 20 a 30 ng/mL indicam insuficiência e acima de 100 ng/mL indicam excesso ( situação muito rara)


Quanto devo suplementar de vitamina D? Pessoas com deficiência mais grave devem tomar doses maiores de ataque, pessoas que tomam mais sol têm necessidade de doses menores. Por fim, estudos indicam que o ideal é suplementar diariamente em doses mais baixas ( 1.500 a 2.000 UI).

Adolescentes apresentam incidência de hipovitaminose D, diz ...
Por Dra. Elaine Weiler